Sobre a Revista

Sobre a Revista

A Revista Portuguesa Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço, revista oficial da SPORL – CCP - Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço foi fundada em 1961 com o objetivo de manter os otorrinolaringologistas portugueses informados através da publicação de artigos científicos nas áreas desta Especialidade.

Com a denominação inicial de Boletim da Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Bronco-Esofagologia, passou desde então por várias denominações, sendo a última de 2019 quando passou a ser designada por Revista Portuguesa Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço, com a abreviaturaRev Port ORL e o novo ISSN 2184-6499.

A Revista é publicada trimestralmente e rege-se pelas  normas de edição biomédicas elaboradas pelo International Committee of Medical Journals – ICMJE, disponíveis em http://www.icmje.org/icmje-recommendations.pdf e do Committee on Publication Ethics (COPE) http://publicationethics.org/resources/guidelines

Tem como valores a promoção do conhecimento, da qualidade e atualidade científicas, ética e respeito pela dignidade humana e independência e imparcialidade editoriais.

 

Processo de Revisão

A Revista segue um rigoroso processo cego (single-blind) de revisão por pares (peer review), sendo os artigos submetidos à revisão por um ou mais especialistas. O autor correspondente será informado da aceitação do seu trabalho ou das eventuais alterações a introduzir previamente à sua publicação.

O conselho redatorial reserva-se o direito de corrigir ou introduzir pequenas alterações no texto, visando a sua melhoria, desde que não prejudiquem o seu sentido.

A política editorial da Revista incorpora no processo de revisão e publicação as recomendações de Política Editorial (Editorial Policy Statements) emitidas pelo Conselho de Editores Científicos (Council of Science Editors) disponíveis em https://www.councilscienceeditors.org/resource-library/editorial-policies/.

 

Política de Livre Acesso

A Revista oferece ainda o livre acesso ao seu conteúdo em https://www.journalsporl.com, seguindo o princípio de que ao disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento e facilita a evolução científica.

 

Políticas Editoriais para os Autores

Formulário de autoria e Copyright 

De acordo com os Requirements ICMJE atrás referidos, a autoria requer uma contribuição substancial para o manuscrito, sendo necessário especificar que todos os designados como autores participaram significativamente no trabalho, cumprindo os 4 critérios para a autoria.

Assim, são autores aqueles que:

  1. Têm uma contribuição substancial no planeamento e conceção do trabalho, ou na colheita de dados, ou na análise e interpretação dos resultados;
  2. Participam na redação do manuscrito ou na revisão crítica de conteúdo intelectualmente relevante;
  3. Aprovam a versão final a publicar;
  4. Assumem responsabilidade pelo trabalho, assegurando que todas as questões relacionadas com a sua integridade e rigor foram devidamente investigadas e resolvidas.

Os colaboradores que não cumpram os quatro critérios para autoria, mas que tenham contribuído para o estudo ou manuscrito, deverão ser antes reconhecidos na secção de Agradecimentos, especificando o seu contributo.

Os autores e coautores devem fornecer um ORCID ID no momento da submissão digitando-o no perfil de utilizador no sistema de submissão. Poderão obtê-lo em https://orcid.org/.

Cada manuscrito deve ter um “Autor Correspondente” que funcionará em nome de todos os co-autores como o correspondente principal com a equipa editorial durante o processo de submissão e revisão. O autor correspondente é também responsável por assegurar todos os requisitos administrativos da revista (fornecimento de detalhes de autoria; aprovação da comissão de ética; formulários de conflitos de interesse; consentimento informado).

 

Copyright | Direitos Autorais

A disponibilização do artigo é feita em suporte eletrónico, pela Revista Portuguesa Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição – Uso Não Comercial – Proibição de Realização de Obras Derivadas (by-nc-nd)

Isto significa que os autores retêm os direitos autorais, mas permitem a cópia eletrónica, a distribuição e a impressão dos artigos publicados para fins não comerciais, académicos ou individuais, por qualquer utilizador, sem permissão ou pagamento, desde que seja referida a autoria e a fonte, sendo, igualmente, imposto o licenciamento de obras derivadas nos mesmos termos.

Os autores devem assegurar que todo o conteúdo é original – texto, dados, imagens ou esquemas.

 

Consentimento Informado

Formulário para Consentimento Informado

Os autores são responsáveis por obter o consentimento informado relativamente a cada indivíduo presente em fotografias, vídeos, descrições detalhadas ou em radiografias ou ecografias.

Nomes, iniciais ou outras formas de identificação devem ser removidos das fotografias ou outras imagens. Devem ser omitidos dados pessoais, como profissão ou residência, exceto quando sejam epidemiologicamente relevantes para o trabalho. Os autores devem assegurar que não apresentam dados que permitam a identificação inequívoca ou, caso isso não seja possível, devem obter o “consentimento informado” dos intervenientes.

 

Conduta de Ética e Direitos Humanos e Animais

Formulário para Conduta de Ética e Direitos Humanos e Animais

Os autores devem assegurar que o estudo que deu origem ao artigo que submetem para publicação está em conformidade com os princípios éticos e legais, quer no decurso da investigação quer na publicação, nomeadamente com as recomendações da World Medical Association Declaration of Helsinki, disponíveis em: https://www.wma.net/policies-post/wma-declaration-of-helsinki-ethical-principles-for-medical-research-involving-human-subjects/ e com as diretrizes do ICMJE (www.icmje.org) e do Comitê de Ética em Publicações (COPE) http://publicationethics.org/resources/guidelines

Nos casos adequados, os autores devem informar se o trabalho foi aprovado pela Comissão de Ética da Instituição de acordo com a Declaração de Helsínquia. Esta informação deve constar do texto do artigo.

 

Conflito de Interesses

Considera-se que existe um conflito de interesses quando um autor ou a instituição do autor mantém relações financeiras ou pessoais com outras pessoas ou organizações que podem influenciar inadequadamente suas ações. Os relacionamentos financeiros são facilmente identificáveis, mas os conflitos também podem ocorrer devido a relacionamentos pessoais, competição académica ou paixão intelectual. Exemplos de conflitos financeiros incluem emprego, consultoria, propriedade de ações, honorários, testemunhos pagos de especialistas, patentes ou pedidos de patentes e subsídios de viagem. Um conflito pode ser real ou potencial, e deve ser feita a divulgação completa ao editor.

O rigor e a exatidão dos conteúdos, assim como as opiniões expressas são da exclusiva responsabilidade dos Autores. No sentido prevenir ambiguidade, os autores, sempre que considerem relevante, devem declarar potenciais conflitos de interesse, assim como divulgar todas as relações financeiras e pessoais que possam enviesar o trabalho.

Nesta prossecução, os autores devem preencher o Formulário de acordo com ICMJE - Divulgação de Potenciais Conflitos de Interesse disponível em: http://www.icmje.org/ e enviar para o Editor

Essas informações serão mantidas em sigilo durante a revisão do manuscrito e não influenciarão na decisão editorial, mas serão publicadas se o artigo for aceite.

Se os autores têm dúvidas sobre o que constitui um relevante interesse financeiro ou pessoal, devem contactar o editor.

Se não houver conflito de interesses, os autores devem declarar esse facto.

Caso exista, deve ainda ser indicado o nome dos patrocinadores ou fonte de financiamento do estudo.

 

eISSN: 2184-6499

Depósito Legal nº 30611/89