Diagnóstico diferencial da “cefaleia sinusal” O papel do otorrinolaringologista

  • Pedro Escada Chefe de Serviço de ORL, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Assistente Convidado de ORL da Faculdade de Ciências Médicas.
  • Clara Capucho Assistente Graduada de ORL, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, Assistente Voluntária de ORL da Faculdade de Ciências Médicas.
  • Madeira da Silva Director do Serviço de ORL, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, Regente da disciplina de ORL da Faculdade de Ciências Médicas.
Palavras-chave: Cefaleias, Cirurgia, Cornetos, Enxaqueca, Mucosa nasal, Pressão, Seio etmoidal

Resumo

Este trabalho de revisão pretende orientar o especialista para a abordagem clínica dos doentes com cefaleia suspeita de ser causada por sinusite, mas em que esse diagnóstico não é confirmado. Em primeiro lugar são apresentados dois casos clínicos de cefaleia: um por cefaleia por ponto de contacto da mucosa naso-sinusal, e outro por enxaqueca, nos quais o diagnóstico correcto não era possível se fosse baseado apenas na valorização da tomografia computorizada, sem se considerar a contribuição imprescindível da história clínica. Em seguida é feita uma sistematização das causas, dos mecanismos, dos critérios diagnósticos e da abordagem clínica própria destas cefaleias. Com particular destaque é salientada a utilidade do otorrinolaringologista no diagnóstico da enxaqueca, a patologia mais prevalente. As possibilidades de um diagnóstico acertado e de uma terapêutica eficaz, por vezes cirúrgica, na cefaleia por ponto de contacto da mucosa, são enfatizadas. Por último é sublinhada a importância do reconhecimento e tratamento dos factores desencadeantes de origem naso-sinusal em algumas enxaquecas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Escada, P., Capucho, C., & da Silva, M. (1). Diagnóstico diferencial da “cefaleia sinusal” O papel do otorrinolaringologista. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia Cérvico-Facial, 46(4), 251-256. Obtido de https://www.journalsporl.com/index.php/sporl/article/view/413
Secção
Artigo de Revisão