Mucocelo frontal: Que abordagem cirúrgica? A propósito de 2 casos clínicos

Autores

  • Conceição Peixoto Interno Complementar de ORL – Centro Hospitalar de Coimbra, EPE., Portugal
  • Susana Andrade Interno Complementar de ORL – Centro Hospitalar de Coimbra, EPE., Portugal
  • Margarida Simões Interno Complementar de ORL – Centro Hospitalar de Coimbra, EPE., Portugal
  • José Bastos Assistente Hospitalar Graduado de ORL – Centro Hospitalar de Coimbra, EPE., Portugal
  • Carlos Ribeiro Director do Serviço de ORL – Centro Hospitalar de Coimbra, EPE., Portugal

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.24

Palavras-chave:

Mucocelo, seio frontal, marsupialização, cirurgia endoscópica

Resumo

Introdução: O mucocelo dos seios perinasais, incluindo o frontal, é uma lesão expansiva benigna, que pode, no entanto, invadir estruturas adjacentes, como a órbita. Não existem dúvidas quanto à necessidade de tratamento cirúrgico desta patologia. Contudo, o mesmo já não acontece relativamente à melhor técnica a usar. Técnica endoscópica ou por via externa? Marsupialização ou exérese completa? São algumas das questões ainda em debate.

Descrição de Casos: São apresentados dois casos clínicos, cujo diagnóstico foi de mucocelo frontoetmoidal unilateral. Doentes do sexo masculino, com idade superior a 70 anos, sem queixas de patologia nasossinusal, que se apresentaram com proptose e diplopia. Foram submetidos a abordagem externa isolada e combinada nasofrontal por via endoscópica e abordagem externa, com re-permeabilização do ducto nasofrontal.

Discussão: A escolha da técnica e abordagem cirúrgica depende da experiência do cirurgião, da extensão e localização da lesão e da escolha do doente. A exérese completa, por uma abordagem combinada, poderá ser considerada nesta patologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Lee KC, Lee NH. Comparison of Clinical Characteristics between primary and secondary paranasal mucoceles. Yonsei Med J. 2010; 51(5):735-9.

Obeso S, Llorente JL, Rodrigo JP, Sánchez R, et al.. Paranasal sinuses mucoceles. Our experience in 72 patients. Acta Otorrinolaringol Esp. 2009; 60(5):332-9.

Yap SK, Aung T, Yap EY. Frontal Sinus Mucoceles Causing Proptosis — Two Case Reports. Ann Acad Med Singapore. 1998; 27:744-7.

Constantinidis J, Steinhart H, Schwerdtfeger K, Zenk J, et al. Therapy of invasive mucoceles of the frontal sinus. Rhinology. 2001; 39:33–8.

Khong JJ, Malhotra R, Wormald PJ, Selva D. Endoscopic sinus surgery for paranasal sinus mucocele with orbital involvement. Eye. 2004; 18:877–81.

Klossek JM, Dufour X, Ferrie JC, Fontanel JP. Pneumosinus dilatans et mucocèles des cavités nasosinusiennes. Encycl Méd Chir, Oto-rhinolaryngologie, 20-465-A-10, 2003, 1-8.

Khong JJ, Malhotra R, Selva D, Wormald PJ. Efficacy of endoscopic sinus surgery for paranasal sinus mucocele including modified endoscopic Lothrop procedure for frontal sinus mucocele. J Laryngol Otol. 2004;118:352–6.

Moriyama H, Nakajima T, Honda Y. Studies on mucocoeles of the ethmoid and sphenoid sinuses: analysis of 47 cases. J Laryngol Otol. 1992; 106:23–7.

Sautter NB, Citardi MJ, Perry J, Batra PS. Paranasal sinus mucoceles with skull-base and/or orbital erosion: Is the endoscopic approach sufficient? Otolaryngol Head Neck Surg. 2008; 139:570–4.

Serrano E, Klossek JM, Percodani J, Yardeni E, et al. Surgical management of paranasal sinus mucoceles: a long term study of 60 cases. Otolaryngol Head Neck Surg. 2004; 31: 133–140.

Como Citar

Peixoto, C., Andrade, S., Simões, M., Bastos, J., & Ribeiro, C. (1). Mucocelo frontal: Que abordagem cirúrgica? A propósito de 2 casos clínicos. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 51(2), 127-132. https://doi.org/10.34631/sporl.24

Edição

Secção

Caso Clínico