Hiperostose esquelética idiopática difusa (DISH): Uma causa de disfagia

Autores

  • Nuno Marçal Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de São Marcos - Braga, Portugal
  • Gabriel Pereira Interno de Otorrinolaringologia do Hospital de São Marcos - Braga, Portugal
  • João Soares Interno de Gastroenterologia do Hospital de São Marcos - Braga, Portugal
  • Matos Gonçalves Chefe de Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de São Marcos – Braga, Portugal
  • Tiago Godinho Director de Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de São Marcos – Braga, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.34631/sporl.228

Palavras-chave:

disfagia, hiperostose esquelética idiopática difusa, DISH

Resumo

A disfagia é um sintoma importante, habitualmente inespecífico, e que significa dificuldade na deglutição. Uma das possíveis causas de disfagia é a Hiperostose Esquelética Idiopática Difusa (DISH), doença caracterizada pela calcificação e ossificação de tecidos moles, nomeadamente dos ligamentos e tendões.

Apresentamos o caso clínico de um homem de 58 anos de idade, com queixas de disfagia para sólidos com cerca de 4 meses de evolução, enviado ao Serviço de Urgência por Gastroenterologia pela incapacidade de progressão do endoscópio a nível da hipofaringe.

Ao exame físico de ORL verificou-se um abaulamento da parede postero-lateral esquerda da faringe com apagamento do seio piriforme ipsilateral.

Foi então realizada uma TAC que mostrou calcificação do ligamento longitudinal comum anterior desde C2 até C6 e espondilose antero-marginal, mais exuberante em C3-C4, deformando a parede posterior da hipofaringe.

Obteve-se portanto, o diagnóstico de hiperostose esquelética idiopática difusa (DISH) como causa da disfagia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Mader R. Clinical Manifestations of Diffuse Idiopathic Skeletal Hyperostosis of the Cervical Spine. Semin Arthritis Rheum, 2002;32(2):130-135.

Boachie-Adjei O, Bullough P. Incidence of ankylosing hyperostosis of the spine (Forestier’s disease) at autopsy. Spine, 1987;12:739-43.

Rotes-Querol J. Clinical manifestations of diffuse idiopathic skeletal hyperostosis (DISH). Br J Rheumatol, 1996;35:1193-6.

Foshang TH, Mestan MA, Riggs LG. Diffuse Idiopathic Skeletal Hyperostosis: A Case of Dysphagia. J Manipulative Physiol Ther, 2005;25: 71-76.

Cammisa M, De Serio A, Guglielmi G. Diffuse idiopathic skeletal hyperostosis. Eur J Radiol (Suppl) 1998;27: S7-S11.

Kmucha ST, Cravens RB. DISH syndrome and its role in dysphagia. Otolaryngol Head Neck Surg, 1994;110:431-6.

Akhtar S, O’Flynn PE, Kelly A, Valentine PM. The management of dysphagia in skeletal hyperostosis. J Laryngol Otol,/2000;114:154-7.

Mata S, Chhem RK, Fortin PR, et al. Comprehensive radiographic evaluation of diffuse idiopathic skeletal hyperostosis: Development and interrater reliability of a scoring system. Semin Arthritis Rheum, 1998;28:88-96.

Resnick D. Diagnosis of bone and joint disorders, 3rd ed. Philadelphia: WB Saunders; 1995:pp.1463-95.

Como Citar

Marçal, N., Pereira, G., Soares, J., Gonçalves, M., & Godinho, T. (1). Hiperostose esquelética idiopática difusa (DISH): Uma causa de disfagia. Revista Portuguesa De Otorrinolaringologia E Cirurgia De Cabeça E Pescoço, 48(3), 155-157. https://doi.org/10.34631/sporl.228

Edição

Secção

Caso Clínico

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)